Concurso Seap MG 2018 – Vagas Abertas




Concurso oferta 4 mil oportunidades temporárias para o cargo de Agente de Segurança Penitenciário.

Foi lançado oficialmente pela Secretaria da Administração Prisional do Estado de Minas Gerais, a Seap-MG, o edital do novo processo seletivo que contempla vagas para Agente de Segurança Penitenciário. No total, são 4 mil oportunidades temporárias e para a formação de um cadastro reserva.

Quem quiser concorrer no processo de seleção precisa ter concluído apenas o ensino médio, levando-se em conta o requisito sobre a formação. As vagas são tanto para o sexo masculino como para o feminino, sendo que a carreira oferece uma remuneração inicial de R$ 4.098,45 em uma carga horária de trabalho de 40 horas por semana.


Conforme dados disponibilizados no edital, as atividades de um agente prisional são desempenhadas em um regime com dedicação exclusiva, podendo ainda esse ser em regime de plantão, seja no período da noite, em sábados, domingos e feriados. A validade do processo seletivo é igual a um ano, podendo esse ser ainda prorrogado pelo mesmo período em caso de necessidade.

A contratação é feita por um tempo determinado, conforme a lei de número 18.185/2009. Sendo assim, o tempo é de três anos, sem disposições sobre possível prorrogação referente a esses contratos.

Apesar de a contratação não ser feita de forma imediata, o processo de seleção da Seap do Estado de Minas Gerais tem a previsão de um cadastro reserva com 4 mil aprovados. A distribuição dessas oportunidades será realizada entre 18 municípios mineiros, incluindo também a capital, Belo Horizonte.


Sobre a distribuição do cadastro reserva

A distribuição do cadastro reserva será feita da seguinte forma: Poços de Caldas, com 294 vagas (240 de sexo masculino e 54 de sexo feminino); Pouso Alegre, com 141 vagas (104 de sexo masculino e 37 de sexo feminino); Unaí, com 20 vagas (14 de sexo masculino e 6 de sexo feminino); Teófilo Otoni, com 176 vagas (114 de sexo masculino e 62 de sexo feminino); Curvelo, com 123 vagas (89 de sexo masculino e 34 de sexo feminino); Barbacena, com 67 vagas (42 de sexo masculino e 25 de sexo feminino); Ipatinga, com 377 vagas (288 de sexo masculino e 89 de sexo feminino); Montes Claros, com 161 vagas (117 de sexo masculino e 44 de sexo feminino); Patos de Minas, com 114 vagas (88 de sexo masculino e 26 de sexo feminino); Uberlândia, com 159 vagas (111 de sexo masculino e 48 de sexo feminino); Governador Valadares, com 158 vagas (119 de sexo masculino e 39 de sexo feminino); Divinópolis, com 210 vagas (158 de sexo masculino e 52 de sexo feminino); Lavras, com 205 vagas (73 de sexo masculino e 32 de sexo feminino); Uberaba, com 295 vagas (220 de sexo masculino e 75 de sexo feminino); Juiz de Fora, com 246 vagas (192 de sexo masculino e 54 de sexo feminino); Vespasiano, com 118 vagas (81 de sexo masculino e 37 de sexo feminino); Contagem, com 1.157 vagas (1.041 de sexo masculino e 117 de sexo feminino); e, por fim, Belo Horizonte, com 79 vagas (41 de sexo masculino e 38 de sexo feminino).

Como se inscrever?

Para se inscrever é muito simples. Basta enviar as candidaturas pelo site da organizadora do certame, o Instituto Brasileiro de Formação e de Capacitação, o IBFC, no endereço eletrônico https://www.ibfc.org.br/concurso/concurso_selecionado/326. Para efetivar a participação, é necessário acessar o portal da banca e preencher todo o formulário com informações cadastrais do participante.

O prazo final para enviar a sua inscrição é dia 31 de outubro. É necessário realizar o pagamento de uma taxa no valor de R$ 84, sendo pagamento feito por boleto bancário.

As inscrições que forem deferidas terão a divulgação prevista a partir da data de 7 de novembro. Vale lembrar que quem for inscrito no CadÚnico ou comprovar baixa renda, pôde solicitar uma isenção do valor da taxa até o dia 18 de outubro. Os resultados oficiais sairão dia 25 de outubro.

Etapas da seleção

As etapas da seleção do concurso da Seap-MG envolvem 4 etapas. A primeira é a de análise de títulos e com prova objetiva de 50 questões, a ser realizada no dia 18 de novembro. Na sequência é feita a avaliação psicológica dos participantes.

Ainda, é necessário garantir a idoneidade e a conduta liberada do candidato, por meio de uma investigação social. E, por fim, é realizado o curso introdutório.

Por Kellen Kunz



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *